Hospital Mater Dei Eventos
Marque sua consulta
(31) 3501-0500 / (31) 3339-9009
Seg. à Sexta - 8h às 18h
Radioterapia Mater Dei
Rua Gonçalves Dias, 2700 - Subsolo
Santo Agostinho - Belo Horizonte/MG
Redes Sociais

Câncer de Cólon

Qual a função do cólon e do reto?
O cólon e o reto constituem o intestino grosso, que possui um importante papel na capacidade do organismo de processar os alimentos. O intestino grosso transforma o alimento digerido pelo estômago e pelo intestino delgado em material fecal. Outra importante função do intestino grosso, especialmente do reto, é a reabsorção de água.

O que é câncer de cólon?
No câncer colorretal, as células normais do epitélio do cólon ou do reto começam a se modificar, crescer sem controle e deixam de morrer. O crescimento celular pode começar como um pólo não canceroso, que pode se tornar maligno com o passar do tempo.

Incidência
O câncer colorretal é a terceira causa mais comum de câncer no mundo, em ambos os sexos, e a segunda causa mais comum de câncer nos países desenvolvidos.

Fatores de risco
O fator de risco mais importante para esse tipo de neoplasia é a história familiar de câncer de cólon ou de reto, e a predisposição genética ao desenvolvimento de doenças crônicas do intestino (como as poliposes adenomatosas). Uma dieta com base em gorduras animais, baixa ingestão de frutas, vegetais e cereais, assim como consumo excessivo de álcool e tabagismo também podem levar ao câncer de cólon e reto. A idade também é considerada um fator de risco e a prática de atividade fisica regular está associada a um baixo risco de desenvolvimento da doença.
A detecção precoce de pólipos adenomatosos colorretais (precursores do câncer de cólon ou de reto) e de cânceres localizados é possível pela pesquisa de sangue oculto nas fezes e por meio de métodos endoscópicos, como a colonoscopia. O objetivo é diminuir a incidência e a mortalidade por esse tipo de câncer na população. A história natural da doença propicia condições ideais à sua detecção precoce.

Sintomas
Os sintomas mais comuns no câncer colorretal são inicialmente a alteração dos hábitos intestinais, com o aparecimento de diarréia ou constipação intestinal, presença de sangramento intestinal ou de fezes de cor escura (pretas). Em casos mais avançados da doença, o paciente pode apresentar perda importante de peso e apetite.

O que significa estadiamento?
O estadiamento é a forma de descrever o câncer, informando se este está restrito a um local específico ou se disseminou para outros locai, afetando assim o desempenho de funções de outros órgãos do corpo. Existem cinco estágios do câncer de cólon e reto: estágio zero e estágios de um a quatro.

Tratamento
O tratamento do câncer colorretal depende do tamanho e da localização do tumor, se o mesmo se disseminou para outros locais do organismo e do estado geral de saúde do paciente. O câncer de cólon é freqüentemente tratado de forma diferente do câncer de reto. Para o tumor que se encontra localizado, a cirurgia em geral corresponde ao tratamento inicial. Tratamento adicional pode ser indicado para diminuir o risco de o câncer retornar e/ou tratar o câncer metastático. Pode incluir quimioterapia, radioterapia, tratamento alvo-dirigido (tratamento dirigido a genes ou proteínas defeituosas que contribuem para o desenvolvimento do tumor) e cirurgia para a remoção de metástases (tumores que se espalharam para além do cólon e do reto). Os efeitos colaterais do tratamento do câncer colorretal podem ser prevenidos ou controlados com a ajuda do médico e da equipe de tratamento.